segunda-feira, 8 de junho de 2009

Angelina Jolie em Lagos

Isto há cada uma! Então não é que a boa (pessoa) da Angelina Jolie resolveu, dizem os tabelóides, mudar-se aqui para o meu cantinho do Algarve!?
Cá pra mim isto vai dar mau resultado!
Uma pessoa agora já não pode estar descansada na sua casinha e andar a deambular pelas ruas de Lagos...
"Parece eu que tou vende, a Sô Dona Angelina Jolie ca prole a reboque, de armas e bagagens a vir morar aqui pó 1º andar do meu prédio. Os "pequerruchos" a correrem de um lade pó outro lá pre cima, a guincharem que nem uns desalmados e a jogarem porqueiras aqui pó mê lindo terraço e ela, volta e meia, a vir pedir-me um raminhe de salsa, uma chaveninha de arroz e a esquecer-se de devolver, parece mesme ê que tou vende, ai mãe santissema pó que havia dê tar gordada!"

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Love is in the air....

E quando se pensa que as portas se fecham para nós, Deus vem e põe tudo no seu devido lugar...
lá, lá, lá lá, lá

domingo, 3 de maio de 2009

E a próxima aquisição é...........

E aqui o novo bichinho que vem a caminho não é lindo também???
Bich, bich vem cá à dona!

Nokia 5800 XpressMusic

Esta é a minha mais nova aquisição! Lindo de morrer, funcional e prático (características já bem conhecidas da Nokia).
Tem um som brutal e uma capacidade de armazenamento super!
Talvez o IPhone seja mais bonito esteticamente mas comparando-os este é mais barato, tem bluetooth a funcionar na perfeição, para mudar a bateria basta comprar uma numa loja de telemóveis e além disso a que trás dura imenso.
Já agora, para quem quer mudar para este "animalzinho" mas tem algumas dúvidas, posso dizer-vos que, se quiserem passar fotos, contactos, compromissos na agenda, musicas, mensagens, etc, desde que o vosso antigo telemóvel tenha bluetooth dá para passar tudo para o Nokia5800 sem PC suite ou cabo de dados, simplesmente usando o bluetooth, algo que os "senhores da Nokia Portugal" não me souberam explicar nos diferentes contactos que fiz.

sábado, 2 de maio de 2009

Casamento

Vou a um casamento daqui a umas horas e, acho que ainda não tenho uma opinião 100% formada sobre o assunto.
Por vejo vejo certos casais que estão junto há décadas e olho-os com ternura e admiração depois, vejo outros que apenas conseguem ficar juntos alguns meses e encaro o casamento com descrédito.
O ideal seria, talvez, nunca haver uma segurança total nem no outro nem na relação em si para que isso nos obrigasse a conquistar o nosso parceiro/a e à relação um pouco todos os dias é que, quando algo é um dado adquirido deixa de ter interesse, deixa de haver descoberta, torna-se fácil demais e, acredito que em todos nós há um espírito conquistador. A minha, ainda que não muita
experiência, diz-me que tem que haver algo escondido, tem que haver sempre um "espaço do eu", espaço esse no qual poderá ser permitido ao outro entrar para que a magia e a envolvencia da relação não se perca.
É claro que umas vez juntos passamos a ser o "nós" mas, isso não invalida que haja também um "eu" só nosso...
Bem, desejo as maiores felicidades à minha
amiguinha e ao futuro marido e desejo também que envelheçam juntinhos e muito unidos.

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Arrifana

É o que eu digo, este ano parece ser o ano das viagens! Eu digo-te e tu não me acreditas! Vou ganhar o Euromilhões porque tenho o mundo à minha espera :-)
Aqui uma amostra da vista que
tínhamos enquanto bebíamos aquelas caipirinhas e petiscávamos as ameijoas e o chouriço...
E que tal aquelas
caipirinhas? Tchiiiii, nunca tinha bebido umas caipirinhas tão boas, realmente valem o preço que custam ou não?
E falta aqui uma foto do descapotável e da música aos berros, ainda bem que levávamos bonés para ninguém nos conhecer
lololololo
Onde vamos a seguir? Vá que este é o ano das viagens!

Isla Mágica e Sevilha



Parece que este ano é o ano das viagens!
Desta vez foi
Isla Mágica e Sevilha!
Pessoa digam lá se não foi altamente? Andámos que nem sentíamos as pernas,
molhamo-nos que parecíamos uns pintos... enfim mas foi altamente!
Agora fico à espera de Barcelona! Vá que já mo prometeste
hem!

sábado, 11 de abril de 2009

Lembranças...

Por vezes, quando temos os amigos longe, lemos certos mails, daqueles que recebemos todos os dias e fazem tanto sentido que acabamos por lhe dar o valor que normalmente não damos porque é apenas mais um...
Neste momento tenho a minha melhor amiga tá a milhares de kilometros de distancia e eu tou com saudades daquela Papona!

  • Eu não te amo pelo que tu és, mas pelo que eu sou quando estou contigo!
  • Ninguém merece as tuas lágrimas e se alguém as merecer não te fará certamente chorar.
  • Se alguém não te amar como tu desejas, isso não quer dizer que essa pessoa não te ame com todo o seu coração.
  • O verdadeiro amigo é aquele que segura a tua mão e toca o teu coração.
  • A pior maneira de sentires a falta de alguém e sentares-te a seu lado e saberes que ele/a nunca estará a teu lado.
  • Não percas tempo com quem não está disponível a passar algum tempo contigo.
  • Talvez Deus queira que tu conheças muitas pessoas más, antes de conheceres a pessoa boa, afim de que possas ficar grato quando, enfim, a tiveres encontrado.
  • Não chores porque uma coisa terminou mas sorri porque ela aconteceu.
  • Haverá sempre alguém que te critica. Mas continua a manter-te confiante, prestando atenção àqueles em quem tu duplamente confias.
  • Não corras demasiado, as melhores coisas chegam quando menos esperas.

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Gran Torino

Hoje vi o Gran Torino, com o grande Clint Eastwood e adorei o filme.
É comovente e além do mais, faz-nos pensar sobre as improváveis relações que se estabelecem entre pessoas tão diferentes, não só pelas culturas mas também pelas idades.
A não perder mesmo!

Elogio ao amor (Miguel Esteves Cardoso - Expresso )

Andei a reler algumas coisas e dei com isto, que eu acho intemporal... E porque hoje tá um dia lindo também...

"Há coisas que não são para se perceberem. Esta é uma delas. Tenho uma coisa para dizer e não sei como hei-de dizê-la. Muito do que se segue pode ser, por isso, incompreensível.

A culpa é minha. O que for incompreensível não é mesmo para se perceber. Não é por falta de clareza. Serei muito claro. Eu próprio percebo pouco do que tenho para dizer. Mas tenho de dizê-lo.

O que quero é fazer o elogio do amor puro.

Parece-me que já ninguém se apaixona de verdade.

Já ninguém quer viver um amor impossível. Já ninguém aceita amar sem uma razão.

Hoje as pessoas apaixonam-se por uma questão de prática. Porque dá jeito. Porque são colegas e estão ali mesmo ao lado. Porque se dão bem e não se chateiam muito. Porque faz sentido. Porque é mais barato, por causa da casa. Por causa da cama. Por causa das cuecas e das calças e das contas da lavandaria.

Hoje em dia as pessoas fazem contratos pré-nupciais, discutem tudo de antemão, fazem planos e à mínima merdinha entram logo em "diálogo".

O amor passou a ser passível de ser combinado. Os amantes tornaram-se sócios. Reúnem-se, discutem problemas, tomam decisões.

O amor transformou-se numa variante psico-sócio-bio-ecológica de camaradagem. A paixão, que devia ser desmedida, é na medida do possível. O amor tornou-se uma questão prática. O resultado é que as pessoas, em vez de se apaixonarem de verdade, ficam "praticamente" apaixonadas.

Eu quero fazer o elogio do amor puro, do amor cego, do amor estúpido, do amor doente, do único amor verdadeiro que há, estou farto de conversas, farto de compreensões, farto de conveniências de serviço.

Nunca vi namorados tão embrutecidos, tão cobardes e tão comodistas como os de hoje. Incapazes de um gesto largo, de correr um risco, de um rasgo de ousadia, são uma raça de telefoneiros e capangas de cantina, malta do "tá bem, tudo bem", tomadores de bicas, alcançadores de compromissos, bananóides, borra-botas, matadores do romance, romanticidas.

Já ninguém se apaixona? Já ninguém aceita a paixão pura, a saudade sem fim, a tristeza, o desequilíbrio, o medo, o custo, o amor, a doença que é como um cancro a comer-nos o coração e que nos canta no peito ao mesmo tempo?

O amor é uma coisa, a vida é outra. O amor não é para ser uma ajudinha. Não é para ser o alívio, o repouso, o intervalo, a pancadinha nas costas, a pausa que refresca, o pronto-socorro da tortuosa estrada da vida, o nosso "dá lá um jeitinho sentimental".

Odeio esta mania contemporânea por sopas e descanso. Odeio os novos casalinhos. Para onde quer que se olhe, já não se vê romance, gritaria, maluquice, facada, abraços, flores. O amor fechou a loja. Foi trespassada ao pessoal da pantufa e da serenidade.

Amor é amor. É essa beleza. É esse perigo. O nosso amor não é para nos compreender, não é para nos ajudar, não é para nos fazer felizes. Tanto pode como não pode. Tanto faz. É uma questão de azar. O nosso amor não é para nos amar, para nos levar de repente ao céu, a tempo ainda de apanhar um bocadinho de inferno aberto.

O amor é uma coisa, a vida é outra. A vida às vezes mata o amor. A "vidinha" é uma convivência assassina.

O amor puro não é um meio, não é um fim, não é um princípio, não é um destino. O amor puro é uma condição. Tem tanto a ver com a vida de cada um como o clima.

O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende.

O amor é uma verdade. É por isso que a ilusão é necessária. A ilusão é bonita, não faz mal. Que se invente e minta e sonhe o que quiser.

O amor é uma coisa, a vida é outra. A realidade pode matar, o amor é mais bonito que a vida. A vida que se lixe. Num momento, num olhar, o coração apanha-se para sempre. Ama-se alguém.

Por muito longe, por muito difícil, por muito desesperadamente. O coração guarda o que se nos escapa das mãos. E durante o dia e durante a vida, quando não esta lá quem se ama, não é ela que nos acompanha - é o nosso amor, o amor que se lhe tem.

Não é para perceber. É sinal de amor puro não se perceber, amar e não se ter, querer e não guardar a esperança, doer sem ficar magoado, viver sozinho, triste, mas mais acompanhado de quem vive feliz. Não se pode ceder. Não se pode resistir.

A vida é uma coisa, o amor é outra. A vida dura a Vida inteira, o amor não. Só um mundo de amor pode durar a vida inteira. E valê-la também."

Miguel Esteves Cardoso - Expresso

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Berlusconi é uma anta? Ou estou enganada?

Quando por acaso pensamos que já ouvimos tudo vem um idiota e diz mais uma coisa que nos deixa de boca aberta! E depois é daquele tipo de pessoa com quem não adianta discutir porque uma vez que tem muito mais experiência em ser idiota nunca conseguiremos dar-lhe a volta.
Então não é que esta ANTA a quem chamam primeiro-ministro aconselhou os desalojados que pernoitam nas tendas de campanha a "fazerem como se estivessem a acampar durante um fim-de-semana" e assegura que não vai faltar nada às vítimas do sismo.
Morreram 267 pessoas, incluindo 16 crianças e nove corpos continuam por identificar.
O sismo provocou 100 feridos graves e cerca de 28 mil pessoas tiveram de deixar as suas casas e aquela anta para não lhe chamar outra coisa tem o desplante de dizer semelhante coisa???
Porque é que não lhe cortam os "coisos"???

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Ele não está assim tão interessado

Ontem fui ver uma comédia bem romântica e muito americana.
Gostei!
As mulheres são bonitas, os homens são bonitos, a história é engraçada, o ideal para uma tarde de domingo e ainda por cima bem acompanhada.
Se não quiserem pensar em nada creio que será o filme ideal, além de que são ditas imensas verdades sobre os homens e sobre as mulheres também.
Divirtam-se :-)

domingo, 5 de abril de 2009

A minha cidade

Ontem fui passear pela minha cidade e, à parte as obras, a minha cidade é linda.
Adoro a calçada portuguesa, a avenida, a ria, a marina, as gaivotas e a brisa marítima...
Se a trocaria por outra? Sim trocaria por outra porque cada cidade é linda à sua maneira, depende sempre dos olhos que a vêem...
Mas ainda assim a minha cidade é linda...

sábado, 4 de abril de 2009

Reflectir...

Recebi este texto num dos muitos emails que recebo diariamente e achei que era... leiam...

Nós bebemos demais, fumamos demais, gastamos sem critérios, conduzimos depressa demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV em demasia e rezamos raramente.
Multiplicamos os nossos bens, mas reduzimos os nossos valores.
Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos frequentemente.
Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos.
Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho.
Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio.
Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores.
Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planeamos mais, mas realizamos menos.
Aprendemos a nos apressar e não, a esperar.
Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos menos.
Estamos na era do 'fast-food' e da digestão lenta; do homem grande de carácter pequeno; lucros acentuados e relações vazias.
Esta é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados.
Esta é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas
'mágicas'.
Um momento de muita coisa na vitrina e muito pouco na despensa.
Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão por aqui para sempre.
Lembre-se dar um abraço carinhoso num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer.
Lembre-se de dizer 'eu te amo' à sua companheira (o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, ame...
Ame muito.
Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro.
O segredo da vida não é ter tudo que você quer, mas AMAR tudo que você tem!
Por isso, valorize o que você tem e as pessoas que estão ao seu lado.

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Good planets are hard to find!

quarta-feira, 1 de abril de 2009

1º de Abril - Dia das mentiras


Embora hoje seja dia das mentiras existem verdades inquebráveis:
  • A única mão com a qual podes sempre contar está na ponta do teu braço (quem é que não o comprovou por experiência própria???)
  • Há mais marés que marinheiros (desde que o mundo é mundo).
  • O que os outros pensam é problema deles (quando chegamos a uma determinada idade esta verdade torna-se lei).
  • Há males que vêem por bem (sejam o fim relações de amizade ou outras, sejam empregos etc...)

segunda-feira, 30 de março de 2009

O Leitor

Confesso que andei à procura da sinopse do filme para colocar aqui mas, não encontrei nada que fizesse juz, ou apelo ao filme que vi ontem.
Quando foi a entrega dos Oscares admirei-me porque é que a fabulosa Meryl Streep não tinha ganho o Óscar para melhor actriz principal, hoje compreendo porquê!
O Leitor ganhou 5 Oscares o que foi mais que justo diga-se.
A Kate Winslet está fabulosa neste filme e o Ralph Fiennes também.
Eu nunca vi a Lista de Schindler, nem quero ver e, de momento, não me lembro de mais nenhum filme com ele e tenho que confessar que me surpreendeu como nunca pensei, todo ele é um poço de emoções contidas, o rosto, o olhar são magníficos.
Achei a fotografia do filme espectacular e só agora descobri que ganhou também o Óscar para melhor fotografia.
Vão ver, verão que não se hão-de arrepender, o filme é mesmo muito bom!


sexta-feira, 27 de março de 2009

Jason Mraz e Colbie Callilat


Agora, por causa da Babiana não me canso de ouvir isto...

Dame Judi Dench


Já vi vários filmes com esta actriz e acho-a soberba! Além de lindíssima, é espectacular como actriz.

quinta-feira, 26 de março de 2009

Corto Maltese

Nunca fui propriamente fã da BD, lia aqueles livrinhos da turma Mónica e do Fantasma e pouco mais
Há uns anos atrás um namorado que tive apresentou-me a BD do Corto Maltese. Na altura não tive coragem de lhe dizer que não gostava daquele tipo de BD (não gosto absolutamente nada de Tim Tim, Luky Luke e Asterix), chamem-me inculta mas então, não entra mesmo.
Bem, para lhe fazer a vontade lá levei o livro "A Balada do Mar Salgado" emprestada e lá comecei com grande esforço. Hoje em dia, tenho a colecção do Corto Maltese completa, pelo menos o que há dele em Portugal.
Realmente fiquei fã e a Balada do Mar Salgado ainda é talvez a minha preferida, onde curiosamente o Corto Maltese é uma figura secundária.
Gosto do jeito atrevido, misterioso e distante daquele marinheiro, dá-lhe um ar sexy e sensual.
Quem não conhece esta BD, pois aconselho vivamente, para além de ter um desenho que eu acho muito bonito, as histórias são bem contadas e tem bastante informação fidedigna sobre várias culturas e vários povos.

quarta-feira, 25 de março de 2009

Oscar Wilde

Nutro uma simpatia muito especial por Óscar Wilde, acho que foi uma figura muito à frente no seu tempo e, as frases dele para mim são intemporais!
Ora leiam:

  • "A cada bela impressão que causamos conquistamos um inimigo. Para ser popular é indispensável ser medíocre."
  • "Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas não faz mais que existir."
  • "Para alcançar a vitória, você deve colocar o seu talento no trabalho e o génio na sua vida."
  • "Moderação é coisa fatal. Nada tem feito mais sucesso que o excesso."

terça-feira, 24 de março de 2009

http://book-11125-643tires.blogspot.com/

A RS e a VA falaram me deste blog e eu, que sou muito curiosa lá fui e adorei.
O blog é sobre uma mulher que esteve algum tempo (muito tempo) na cadeia de Tires e que conta na 1ª pessoa a sua experiência entre quatro paredes.
Dava um livro, um filme, um ensaio ou uma tese, pena que ela não o tenha publicado.

segunda-feira, 23 de março de 2009

Se eu fosse ...







domingo, 22 de março de 2009

Nick Vujicic - my heroe

Quod me nutrit me destruit


Compreendo agora a frase:
"Quod me nutrit me destruit"

nhammmmm

Alguém faz ideia o que eu gosto disto????
E alguém faz ideia o que eu gosto disto e o mal que isto me faz? É terrível adorar manteiga de amendoim e não poder comer buáaaaa

quinta-feira, 19 de março de 2009

Vamos todos para Faro???

Uma vela por alguém que partiu...

Quando alguém parte é sempre uma dor para os que ficam, uma dor imensa, uma dor cruel que faz desesperar, parece que algo nos foi arrancado do peito...
O que fazer nessas situações? Ninguém sabe, não há fórmula nem receita...
Creio que o melhor será chorar a dor e depois deixar que alma daquele que partiu siga o seu caminho e descanse em paz por toda a eternidade.
O caminho aqui na terra está cumprido...
Descansa em paz.

quarta-feira, 18 de março de 2009

Desabafos

Existem situações e pessoas que me tiram completamente do sério.
Fico passada com pessoas mesquinhas no que toca a dinheiro, até podem ser pessoas interessantes, cultas, inteligentes e bonitas mas se dão muito valor ao dinheiro cortam-me tudo, fico vazia...
Depois há as pessoas que menosprezam a inteligência dos outros, essas também têm o dom de me fazer um pouco de "urticaria", sentem-se as mais espertas e inteligentes e não acreditam na inteligência dos outros e muitas vezes dão-se mal...
Há também as pessoas que usam e abusam dos demais e dessas quero distancia...
E por fim as que são vitimas de tudo e mais alguma coisa. São aquelas que a humanidade escolheu para perseguir, são umas infelizes umas sofredoras a quem tudo corre mal e não há nada que não lhes aconteça! Por favor não há que aguente.Quando conheço pessoas assim afasto-me ou, pelo menos, tento, se bem que por vezes não sou bem sucedida e facilmente me enganam.
Depois há aquelas pessoas que são más por natureza, que adoram fazer mal aos outros gratuitamente, que gostam de fazer e ver sofrer e têm um prazer mórbido com isso. Querem ser sempre o centro das atenções e quando por mero acaso isso não acontece disparam em todas as direcções.
Ontem tive um choque com uma dessas pessoas.
Alguém que eu não via há já muito tempo e que surgiu vinda do nada.
Fiquei com os cabelos em pé, com os nervos em franja, transpirei frio e fiquei super-enervada. É claro que levei tudo para a brincadeira mas, na verdade, estava num estado que ninguém imagina.
Há pessoas no meu passado que mexeram muito comigo, com a minha forma de estar, com a minha auto-confiança e essa personagem foi uma delas.
Não consigo explicar o que senti mas, é uma mistura entre o medo e o desprezo.
Deus queira que ela continue a não cruzar o meu caminho!

terça-feira, 17 de março de 2009

Que animal foste tu na outra vida?




You Were a Raccoon



You are a master of disguise and multiple personas.

You are infinitely curious and question others without fear.



Eu fui esta coisa fofinha!

Aprendendo - http://www.livemocha.com

Descobri na net um site onde se podem aprender várias linguas sem pagar nada. Andei a ver e gostei mesmo da forma como aquilo está organizado.
Ora ide aqui:

http://www.livemocha.com

- Matricule-se em Cursos: com nossos cursos on-line holísticos e divertidos, você desenvolve todas as habilidades e a confiança para começar a conversar com falantes nativos.
- Faça amigos: A comunidade Livemocha está repleta de estudantes de idiomas receptivos, interessantes e motivados que procuram praticar suas habilidades. Não seja tímido - apresente-se e comece a praticar!
- Receba Dicas de Falantes Nativos: tenha suas mensagens faladas e escritas revisadas e pontuadas por falantes nativos. Eles irão avaliar sua proficiência, passar dicas para que você melhore e ajudá-lo a alcançar suas metas no aprendizado do idioma.
- Fique motivado: Aprender um novo idioma é duro! Acompanhe suas metas semanais, ganhe pontos por concluir os exercícios e compare o seu progresso com o de seus amigos para uma competição amistosa.

segunda-feira, 16 de março de 2009

Agressões, vitimas, culpados e afins...

Hoje oiço na rádio que uma professora tinha sido agredida a soco e pontapé por uma aluna de 13 anos, que frequenta o 5º ano de escolaridade, na Escola EB 2/3 de Aires Barbosa de Aveiro (Eu com 13 anos estava no 7ºano)
As causas ainda estão por apurar.
A docente foi transportada ao Hospital de Aveiro, para receber tratamento, já que apresentava diversos hematomas e havia receio de que também apresentasse fracturas.
Apesar de ter ficado em estado de choque, em termos físicos não terá sofrido mais do que uns arranhões numa mão (Em estado de choque ficava eu quando levava umas valentes reguadas da prof. da primária que ainda hoje me conhece, porque estava a falar com a colega de trás)
O conselho directivo da escola confirmou a agressão, e já anunciou que vai avançar com um processo disciplinar contra a aluna, considerada 'problemática' (O conselho directivo do meu tempo ninguém queria saber onde ficava)
“A aluna já estava num percurso curricular alternativo, numa turma especialmente construída para dar apoio específico a este tipo de problemas, mas, neste caso, nada levaria a prever que uma coisa destas pudesse acontecer”, declarou Engrácia Castro.
Retirei esta noticia do Publico e do Correio da Manhã
A dada altura começo a pensar, mas então que república das bananas é esta em que nos metemos? Sim porque a culpa também é nossa, como eu li algures "Não há inocentes. Há apenas diferentes graus de responsabilidade".
Sem querer recorrer a chavões porque não sou tão velha assim, quando eu andei na escola primária, ciclo e até pelo menos ao 10º ano do secundário, este tipo de coisa não se ouvia contar, porque também não existia e quando infelizmente existia, os alunos não eram considerados heróis pelos colegas, eram olhados de lado, eram um pouco marginalizados durante uns dias, havia respeito pela figura do professor.
Ou sou eu que sou uma grande tansa, ou é porque tive uma boa educação ou então são estes jovens que "têm personalidades muito fortes" (segundo os paizinhos), em tempo algum me ocorreu fazer semelhante (nem imaginava que isto seria um dia possível de se fazer) coisa porque já sabia que se o fizesse os meus pais saberiam e quando chegasse a casa não achariam propriamente engraçado.
Eu tive os chamados bons e os maus professores, tive aqueles que me marcaram muito e os que nem me lembro deles mas não me venham cá com coisas de que a culpa é dos professores!
Nós não éramos santos, fazíamos barulho, éramos desatentos, dizíamos palavrões, faltávamos para ficar a jogar qualquer treta, éramos fans das bombas de mau-cheiro (eu pelo menos) mas agressões??? Talvez porque nunca vi semelhante coisa em casa...
A culpa principal deste tipo de problemas reside nas famílias às quais esses jovens pertencem. Os pais são os maiores e principais culpados! E a culpa é nossa também porque elegemos um governo bacoco que só quer é passear e encher os bolsos à custa do povinho.
O Reino Unido vai seguir o exemplo da nossa vizinha Espanha, vai passar a aplicar multas aos pais dos alunos com este tipo de comportamento.
Na Holanda para além dos pais irem a tribunal os alunos seriam expulsos e teriam que prestar trabalho comunitário e nós? Que faz o nosso "governozinho"??? É por estas e por outras que tenho o canudo ali na prateleira e nunca me passou pela cabeça ir dar aulas, antes ser secretária de 2ª que levar porrada de fedelhos imberbes e mal educados.
Houve-se muita vez falar de que esta é a geração rasca mas não! Estão enganados! Nós é que vamos ficar à rasca quando este tipo de jovens um dia se apanhar com o poder na mão! Iremos ter à frente do nosso país verdadeiros tiranos e então nem dois Salazares dariam conta do recado!


As melhores, das piores piadas do mundo

Qual é a única comida que liga e desliga?
- O Strog-On-Off.

O que é que um tomate diz para o outro?
-Tomatas-me

Diz a massa para o queijo:
- Que maçada!
Responde o queijo:
- E eu ralado!

Sabem quando é que os americanos comeram carne pela
primeira vez?
- Foi quando la chegou o cristovão co-lombo

Dois litros de leite atravessaram a rua e foram
atropelados.Um morreu, o outro não, porquê?
- Por que um deles era Longa Vida.
(áááiiii tristeza!!!)

O que é que a galinha foi fazer na igreja?
- Assistir à Missa do Galo.
(ah ah ah...)

Como é que as enzimas se reproduzem?
- Fica uma enzima da outra.
( Loooool)

Como se faz uma omeleta de chocolate ?
- Com ovos da Páscoa!
(LIIINDO!!!)

Por que é que na Argentina as vacas vivem a
olhar para o céu?
- Porque tem 'Boi nos Ares'!
(esta ganha a todas!!!)

Para que servem óculos verdes?
- Para verde perto.
(acho que vou me matar...)

Para que servem óculos vermelhos ?
- Para vermelhor.
(Grrrrrrrrrrrrrrrr!)

Por que a mulher do Hulk se divorciou dele ?
- Porque ela queria um homem mais maduro.
(GET IT ?)

Já conheces a piada do fotógrafo?
- Ainda não foi revelada.
(tão O R I G I N A L)

Sabes qual a diferença entre uma lagoa e uma
padaria ?
- Na lagoa há sapinho, e na padaria 'assa
pão'.
(nãããããããão!!!)

O que é que um cromossoma fala pró outro?
- Cromossomos bonitos!

domingo, 15 de março de 2009

Golfinho cor-de-rosa

Nos Estados Unidos, num lago do Louisiana foi descoberto um golfinho nariz de garrafa numa cor mui sui generis! Cor de rosa! è claro que se tornou imediatamente uma atracção.
O golfinho é albino, e ao que parece, pelo que li, foi até hoje o único golfinho albino visto por alguém.
Os olhos são avermelhados mas ao que parece está bem de saúde e a luz do sol parece não atrapalhar o seu desenvolvimento.
A natureza tem cada coisa...

Desafio da Silver

1- Colocar uma foto nossa:








2 - Escolher uma Banda/Artista: Maria Bethânia







3 - Responder às questões somente com títulos da Banda/Artista escolhida:

a) És homem ou mulher? A Dona do raio e do vento
b) Descreve-te: As quatro estações
c) O que as pessoas acham de ti? Emoções
d) Como descreves o teu último relacionamento: Canções e momentos
e) Descreve o estado actual da tua relação:
Detalhes
f) Onde querias estar agora? Além da última estrela
g) O que pensas a respeito do amor? Chão de estrelas

h) Como é a tua vida? Iluminada
i) O que pedirias se pudesses ter só um desejo? Luzes da ribalta
j) Escreve uma frase sábia: Eu não sei quase nada do mar

Tal como a Silve também passo o desafio a todos quantos gostam muito de musica e têm uma banda preferida com muitos álbuns editados porque senão é complicado hehe.

Doubt

Vi o Doubt e adorei.
A Meryl Streep regressou em força. O último filme que vi com ela foi o Mama mia, um género completamente diferente mas ainda assim fantástico na medida em que nunca tinha visto Streep numa comédia, já que as comédias não são bem o meu género.
Confesso que os filmes do género Doubt me "agarram" mais facilmente e, além disso também prefiro ver a Meryl Streep neste género de película.
A pedofilia é o tema central e vem mesmo a calhar nos nossos dias. Paralelamente existem as dúvidas sobres as questões de fé e quem é que não as sentiu já?
Achei o filme excelente e a Mrs. Streep merecia o Óscar mas enfim...
A não perder.

sábado, 14 de março de 2009

Hoje











A Primavera está mesmo aí a chegar, até me admira ainda não terem vindo as andorinhas.
Hoje esteve um dia assim, um céu que se confundia com o mar e um mar que se confundia com o céu.
Um sol enorme e quente, uma sangria na mesa, uns choquinhos com tinta, um polvo grelhado e uns jaquinzinhos com açorda! Possa que melhor não podia ter sido nhammm...
Boa companhia, boa conversa, barriga cheia... como somos ricos

sexta-feira, 13 de março de 2009

Sexta-feira 13

Superstições à parte, quem é que diz que sexta-feira 13 dá azar???
Não dá não!!! ehehehehehehehe
Venha outra o quanto antes :-)

Meu Deus...

Meu Deus
faz com que eu nunca perca a memória
para que nunca me esqueça dos amigos
que estiveram a meu lado quando eu mais precisei,
que mesmo sem eu pedir me estenderam a mão,
abriram o coração e nos lábios tinham sempre um sorriso
e palavras de apoio.
Ao contrário de tanta gente que tem memória curta.
Obrigada!

quinta-feira, 12 de março de 2009

Histocompatibilidade IV

Voltei a este assunto... Há já algum tempo que vos contei que fui chamada para fazer testes de compatibilidade para ver se seria compatível com alguém que neste momento estará doente, pelo que sei é homem e reside no Canadá.
Liguei para o CEDACE para saber se haveria alguma novidade sobre o "meu" caso e lamentavelmente não há noticias, ou melhor, as noticias que eu gostaria de ouvir.
O que a Sra. que me atendeu me explicou - são super-simpáticas - depois de ter visto o meu processo é que a minha compatibilidade com o doente, numa escala de 1 a 10 é de sensivelmente 8, ou seja, não sou exactamente compatível com o doente e, nestes casos, os médicos optam muitas vezes por tentar alguém mais compatível, o que é difícil encontrar fora da família directa, ou então fazem tratamentos no sentido de acabar/controlar a doença.
De qualquer maneira continuo inscrita e à espera, pode ser que um dia...

Gosto de ouvir


Gosto de ouvir a Amy (esta outra) nesta música, gosto de ouvir o acento escocês dá carácter à música em questão. O que eu gostava de saber cantar assim! Trocava o 1º prémio do Euromilhões, que vou ganhar mais depressa do que penso, por saber cantar assim... Mas pronto, não se pode ter tudo, já sou alta, loira, tenho uns olhos azuis deslumbrantes, um porsche na garagem e fazem filas à minha porta, por isso não posso ter tudo né? Mas by the way pronto já joguei esta semana!!!

Gosto de ouvir

quarta-feira, 11 de março de 2009

Pensamentos

A lua hoje tá enorme e não sei a que propósito fez-me lembrar tempos passados e amigos de outros tempos.
Não sei porque senti, ou porque me lembrei que há amigos que por vezes, pelas circunstancias, estão distantes mas, sentimos que a amizade, o carinho, a ternura e todo um mar de sentimentos que nos invade não se perdem nem com o tempo nem com a distancia.
Aliás, sinto que as agruras da vida, mesmo quando as há, não conseguem destruir os sentimentos, não conseguem destruir o que um dia foi puro e belo, sincero e forte.
Hoje senti isso mas, senti-o de uma maneira tão forte que não é possível estar tão enganada...
A lua hoje estava tão grande que me trouxe à memória noites passadas, conversas, risos, músicas... A lua às vezes tem destas coisas.

terça-feira, 10 de março de 2009

Há muito que não ouvia...

segunda-feira, 9 de março de 2009

Sem titulo

Hoje sinto-me assim como este balão, preso e com uma enorme vontade de voar...

Histórias...


Já estou em casa mas já estou farta de cá estar.
No regresso existem os reencontros, as caras familiares, o que conhecemos, os lugares que gostamos e que nos são queridos mas para trás ficaram novos mundos, novos rostos, novas e marcantes presenças, locais, histórias...
Isto de viajar é óptimo, dá-nos a conhecer o mundo mas depois é que são elas e eu a cada vez que saio tenho mais a certeza que não nasci para ser sedentária, o meu lugar não é aqui.
Este sentimento de que não pertenço aqui acaba por ser tão forte e consequentemente acaba por me explicar tanta coisa...
Hoje em dia compreendo aquela expressão: "Felizes os pobre de espírito, será deles o reino dos céus..."

domingo, 8 de março de 2009

11º dia - Oslo - Lisboa

A vida tem coisas tão curiosas, umas boas outras nem tanto mas, não posso dizer que aprendi a tirar partido de todas as situações porque estaria a mentir, porque na verdade já faz parte de mim tirar o melhor partido de tudo aliás, quem me conhece sabe que eu sou uma pessoa positiva por natureza, sou boa companhia, tenho uma mente aberta e tenho riso fácil, sou uma excelente companheira de viagem.
Esta viagem foi um presente do meu amigo V. que eu conheço há 19 anos e que para além da viagem me abriu a porta da sua casa e me deixou ficar como se a casa fosse minha também. Não lhe vou agradecer porque não fazem sentido as palavras, ele sabe que o adoro venham ventos e tempestades...
Ao meu amigo C. ainda que seja um amigo recente, agradeço tudo o que fez por mim, todo o tempo despendido, todas as explicações sobre tudo o que eu perguntava (ainda não passei a idade dos porquês), a organização da viagem a Roros, tudo o que de belo me mostrou.
À minha companheira de viagem que me atura há 12 anos, que não me deixou sentar à janela do avião, que não me deixa entrar na cozinha porque diz que eu não sei fazer nada, que gramou com os meus cozinhados e que (mesmo seja difícil acreditar) me faz todas as vontades dentro do sensato, etc., etc. etc.
A todos os que me deram força para vir e me deram, de alguma maneira, a possibilidade de fazer esta viagem, inclusive (e mais importante) à FORÇA que me protege sempre em qualquer situação da minha vida.
À minha máquina fotográfica que me permitiu tirar as MAGNIFICAS fotos da viagem.
O-B-R-I-G-A-D-A!!!

sábado, 7 de março de 2009

10ºdia - Oslo - Compras e arredores

















Hoje foi o nosso último dia em Oslo, bem vamos embora amanhã por volta das 15:00 mas hoje foi o último dia para passear e ver alguma coisa.
A 1ª foto é da casa onde antigamente morava o padre que dizia missa na capela que há ali ao lado, achei a casa com uma arquitectura tão bonita que não resisti.
Na 2ª foto podemos ver a nova ópera de Oslo, é um edifício que não acho tão bonito assim mas que é imponente e tem umas linhas completamente diferentes do que se vê na cidade.
Na 3ª foto vemos uma festa típica das 6ªs feiras de Oslo. Os filhos de pais ricos frequentemente alugam uma limousine como esta da foto e fazem festas privadas pela cidade, regadas com muito álcool, claro está. Uma coisa que em Portugal já não se usa =)
A 4ªfoto é apenas um pormenor das paredes interiores da nova Ópera de Oslo.
Para despedida tivemos um jantar típico português - Cozido de Grão - quatro portugueses e 5 noruegueses a fazer a festa e a beber uns copos não há melancolia que resista.

sexta-feira, 6 de março de 2009

9ºdia - Oslo

Ontem à noite fomos jantar fora. Fomos ao Frognersteren Restaurant.
O restaurante fica na parte noroeste da cidade, à entrada do bosque numa zona chamada Holmenkolen.
Durante o Verão é possível metermo-nos bosque adentro e ir colher cogumelos, e uma variedade de frutos silvestres
A vista que se tem a partir do restaurante é soberba, sobre todo o centro de Oslo e ontem, como a noite estava clara viam-se as luzes cá em baixo, lindo mesmo.
Para além de ter uma sala onde se podem pedir os pratos pela carta, o restaurante tem também uma sala de self-service.
De entrada comemos um prato típico norueguês, que para mim é mais uma sobremesa que outra coisa mas era muito bom - natas aquecidas com açúcar, canela e passas.
De prato principal optámos por almôndegas de veado com batata cozida, puré de ervilha e mirtilios. Eu adorei as almôndegas.
Quanto ao vinho que era italiano, caro pra burro e nada comparado aos nossos alentejanos.
Esta tarde fomos passear à Camara de Oslo. Achei a Câmara muito bonita, é enorme mas, quando eu digo enorme é enorme mesmo.
O relógio que está nesta fotografia é o que está numa das torres da Câmara. Achei de um pormenor muito bonito.
À volta da Câmara existem várias estátuas que representam as diversas profissões, entre elas a prostituta.
Bem, depois da volta e de muitos recuerdos comprados fomos jantar a um dos restaurantes finos cá do sitio.
O jantar foi muitissimo bom e, a bem da verdade, muitissimo caro também.
O café não vale absolutamente NADA! Detestei o café!
Depois fomos para a noite, fomos a vários bares mas, isso não vou contar por aqui ehehehehehe.

quinta-feira, 5 de março de 2009

8ºdia - Oslo - Galeria Nacional - Munch














Hoje resolvi ir à Galeria Nacional de Oslo. A entrada é gratuita, como a malta gosta :-) e a galeria fica num edifício lindíssimo e acolhe a colecção de arte mais admirável do país.
O seu quadro mais famoso é O Grito e a Madonna do expressionista norueguês Edgard Munch e, guarda ainda as colecções de antiguidades da universidade.
Edvard Munch é o pintor norueguês, considerado o expoente do Expressionismo nórdico,
Edvard Munch nasceu em meados do séc. XIX em Loten, e morreu a 23 de Janeiro de 1944, em Ekely. Frequentou a Escola de Artes e Ofícios de Oslo, vindo a ser influenciado por Courbet e Manet.
No campo das ideias, o pensamento de Henrik Ibsen e Bjornson marcou o seu percurso inicial.
A arte era considerada como uma arma destinada a lutar contra a sociedade. Os temas sociais estão assim presentes em O Dia Seguinte e Puberdade (1886).
Com A Rapariga Doente (Das Kränke Mädchen - 1885) inicia uma temática que surgiria como uma linha de força em todo o seu caminho artístico.
Fez inúmeras variações sobre este último trabalho e os seus sentimentos sobre a doença e a morte, que tinham marcado a sua infância, assumem um significado mais vasto, transformados em imagens que deixavam transparecer a fragilidade e a transitoriedade da vida.
Em Paris, descobre a obra de Van Gogh e Gauguin e indubitavelmente o seu estilo sofre grandes mudanças.
Em 1892 o convite para expor em Berlim torna-se num momento crucial da sua carreira e da História da arte alemã.
Inicia um projecto que intitula O Friso da Vida.
De 1892 a 1908 volta regularmente à Noruega e absorve o pensamento simbólico de Strindberg, tentando depois exprimir através de vários meios e estilos picturais os seus sentimentos e as suas experiências sobre o amor.
Em 1896, em Paris, interessa-se pela gravura, fazendo inovações nesta técnica. Os trabalhos deste período revelam uma segurança notável. Em 1914 inicia a execução do projecto para a decoração da Universidade de Oslo, usando uma linguagem simples, com motivos da tradição popular.
As últimas obras pretendem ser um resumo das preocupações da sua existência: Entre o Relógio e a Cama, Auto-Retrato (1940). Toda a obra está impregnada pelas suas obsessões: a morte, a solidão, a melancolia, o terror das forças da natureza.

Tirado daqui: www.infopedia.pt/$edvard-munch