quinta-feira, 1 de março de 2007

A criança que não queria falar - Torey Hayden

A semana passa num super-mercado um livro mereceu a minha atenção.
Peguei-lhe, comecei a ler a lombada interior e descobri que era uma história verídica. A autora, para mim uma perfeita desconhecida, aliás, nem sei se ela tem mais algum livro publicado.
Comprei o livro e em 2 dias devorei-o.
Chorei, sorri, ri e pensei muito em muita coisa do que lá dizia...
É triste muitas vezes o mundo em que vivemos, é triste a realidade que muitas crianças têm que enfrentar, crianças essas que mais tarde serão adultos, adultos cruéis, com lacunas na sua personalidade, com medos, com passados macabros e que, hoje não consegue deixar para trás esse passado...
Mas este mundo triste em que vivemos também é dotado, por vezes, de uma beleza extraordinária. O que Torey Hayden fez, enquanto professora daquela menina foi um pequeno e belo milagre.
Recomendo este livro a toda a gente!!!

15 + 5 comentários para parecerem muitos:

Arion disse...

Algo me diz que esta senhora professora não tinha uma ministra como a nossa...

Lilith disse...

ARION: Estava eu a ver o teu blogg e tu a veres o meu, que cool!
Pois de certeza que a ministra era diferente mas, as dificuldades com que ela se debateu também foram péssimas...

June disse...

O teu blog já está bom. Já conseguimos ler os posts.
Lá te safaste!

June disse...

Com o tempo que a Engenheira levou para colocar o ar condicionado no teu gabinete, certamente não te põe o mezanine como as escadas da Longchamp.

Lilith disse...

JUNE: Pois o meu blogg já está bom mas deu trabalho a fazer tudo de novo!
Quanto ao ar condicionado, pois então não é que a babe desata logo a espirrar de cada vez que se liga aquilo?! Para além de que quando põe ar frio, o frio bate na parede que depois me bate nas pernas! Ricochete é o que é!

June disse...

Sempre foste muito xcazita com as correntes de ar!...
Té manhã

Rafeiro Perfumado disse...

Vejo que o teu blog está "em cima" outra vez. EU cada vez tenho menos tempo para ler, por causa também da treta do blog...

Lilith disse...

JUNE: Eu não sou esquisita, sou é uma mecinha com um feitio muito especial!

RAFEIRO: Pois sabes eu queixo-me do mesmo mas, passar uma semana num sitio onde não há net, por vezes faz maravilhas e foi o que me aconteceu! Em dois dias li o livro!

dulcely disse...

grande livro...chorei diversas vezes...é bastante emocionante e super arrepiante,principalmente quando te das conta de que a historia é veridica,de que aquela miuda sofreu mesmo aquilo tudo...inpressionante

dulcely disse...

ela tem mais dois livros...e um deles é a continuação deste...chama-se a criança que nao queria chorar...

Patty disse...

Conheci os livros da escritora Torey Hayden por acaso e fiquei logo fã.
Uma colega emprestou-me o primeiro(A criança que não queria falar) e nunca mais parei le ler.
Recomendo a toda a gente os livros da Torey, porque tem uma escrita muito "suave" e como li num comentário, devioram-se em poucas horas.
Penso que deviriam existir mais "Torey's" em todo o Mundo.
Não é justo uma criança sofrer por ser difirente e ninguém as querer ajudar.....

Paulinha disse...

Estou a ler, vou a meio... Magnifico!

Anónimo disse...

Ela já escreveu muitos!
Tem a continuaçao da história de Sheila: chama-se a menina que nunca chorava.

Lilith disse...

Sim, tenho vários dela, inclusive esse.

Lilith disse...

Sim, tenho vários dela, inclusive esse.